terça-feira, 31 de maio de 2011

Papel plantável

Descobri, recentemente, um papel reciclado com uma vantagem única! Ele pode ser plantado por que é produzido com sementes!

Até agora, conheci apenas a PapelSemente que produz e comercializa este tipo de papel. A Mônica, da PapelSemente me atendeu super bem e me enviou algumas amostras. Eu adorei e em breve encomendarei alguns para meu usufruto!


É bem bacana! A validade deles é de aproximadamente 6 meses, o que quer dizer que dentro deste período o papel poderá ser plantado para brotar lindas plantinhas, dependendo (claro!) do tipo de semente. Aliás, isso também é super legal pois a PapelSemente nos dá várias opções de sementes.

Vale a pena conhecer! Uma idéia sustentável e super moderna que indico com orgulho! Eu já sou adepta desta!

terça-feira, 24 de maio de 2011

A história deste domingo em Ubá - parte I


Nesta Parte I: O Festival Arte pela Paz
Na Parte II: A reinauguração da Sociedade Musical 22 de Maio


Antes de mais nada, devo dizer que a História deste Domingo em Ubá me deixou completamente extasiada. Não imaginava que o calor viria mais intensamente da energia do evento do que tipicamente do clima característico da cidade... nada mais coerente: se a proposta é de promoção da harmonia através da Arte e da Amizade, o sentimento não poderia ser diferente!

Até as 10h deste domingo (22 de maio), tudo que eu sabia consta no último post. Lá, tentei entender mais sobre tudo aquilo e acabei redescobrindo-me! Explico como:

O Chiquinho (como me pediu que o chamasse), orador do cerimonial responsável pelo evento, levou-me até o sr. Cícero Rodrigues, presidente do Comitê Brasileiro do Festival Arte pela Paz, que contou-me sobre a proposta do evento. Aquela idéia do sr. Takis Alexiou, de promover a paz através da Arte e da Amizade, consiste em promover um circuito artístico e cultural, de duas ou três semanas, anualmente em diferentes paises, para que esta mensagem seja transmitida mundialmente. Neste ano acontecerá na China, ano que vem na Rússia e em 2013, no Brasil!

Sr. Cícero Rodrigues (à esquerda) e o Chiquinho (à direita)

Na ocasião, conheci Cristina Farage, artista de Juiz de Fora que primeiro começou a divulgar esta idéia pelo Brasil. João Carlos Mendes, presidente do Conselho Deliberativo da Sociedade Musical e Cultura 22 de Maio, foi quem inscreveu Ubá no festival internacional. Além da prefeitura e dos governos estadual e federal, o projeto aliou apoio da Funarte e do Mec.

Cristina Farage (à direita) em conversa com o Tradutor do sr. Takis Alexiou
Sr. Takis Alexiou (de boina) em conversa com o
embaixador da Grécia, sr. Dimitri Alexandrakis

Ao final do evento, já quase explodindo de alegria (veja parte II) tomei coragem de arriscar um inglês e ir conversar com o criador do Festival, sr. Takis Alexiou. Mais uma vez, surpreendi-me! Quanta gentileza! Disponível, alegre, encantador! Certamente ele percebeu meu nervosismo que também ficou estampado na foto. Mas ainda que meu rosto entrasse de fato em ebulição, assim mesmo iria, pois jamais poderia deixar de parabenizar um homem que tem percorrido o mundo para levar uma idéia com a qual sonho desde que me entendo por gente!




Salve Jung, e o tal Inconsciente Coletivo!

Continua...

A história deste domingo em Ubá - parte II

O evento para a reinauguração da Sociedade Musical e Cultura 22 de Maio começou oficialmente com a recepção da própria Orquestra 22 de Maio, sob comando do Maestro Sebastião Davi, que emocionou-nos tocando o Hino de Minas Gerais.

A Orquestra da 22

Em seguida, os sons dos violinos do Espaço Cultural da Grota, de Niterói (RJ), aproximaram-se tocando uma valsa. Após belíssima introdução, os corações dos espectadores se arrepiaram quando entraram em arranjos pandeiros, cavaquinhos, violas e tamborins! Para saltitar ainda mais os corações mineiros, finalizaram com Asa Braca de Luiz Gonzaga.










Em seguida, subiram ao palco a presidente da Sociedade Musical, Silvana Oligueto, o presidente do conselho deliberativo, João Carlos Mendes e o maestro Sebastião Davi, ovacionado inicialmente por sua banda e em seguida por todo público, fazendo transbordar o carinho e admiração.

Da esquerda para direita, maestro Sebastião Davi, sr. João Carlos Mendes, sra. Silvana Oligueto

Além destes, compuseram o palco, o prefeito de Ubá, Vadinho Baião, o sr. Takis Alexious, o embaixador da Grécia sr. Dimitri Alexandrakis, meu vô Antônio Solléro, dentre outros. Com todos no palco, a orquestra da 22 cantou o Hino da Grécia.


Cada representante sobre o palco proferiu algumas palavras sobre o evento. Impressionaram-me, então, as palavras de meu avô que expressavam sua eterna admiração pelo Maestro Solléro.


O discurso do vô

Encantei-me ao descobrir toda audácia e coragem do meu bisavô que até seus últimos dias recusou-se a mudar de Ubá para que pudesse doar todas suas energias (por mais de 50 anos) em prol da permanência da Sociedade Musical 22 de Maio! Homem humilde e generoso "amava as coisas simples e os animais". Grande escritor, colunista da Folha do Povo de Ubá, além de farmacêutico. Maestro, músico e compositor! Foi ainda, "Presidente da Câmara de Ubá, como eram chamados os prefeitos daquela época". Escrevera hinos (letra e música) como o da Justiça e o da cidade de Teófilo Otoni (MG). Por este último, "é Patrono Perpétuo in memoriam da cadeira número 30 da Academia de Letras desta cidade". Tão adimirada e ao mesmo tempo absurdada por não saber daquilo tudo bem antes, resolvi dedicar-me a uma pesquisa mais profunda de sua vida e obra. Certamente compartilharei, também, por aqui...


Antes da apresentação da placa da nova sede e da estátua em homenagem a José de Alencar, as bandeiras do Brasil e da Grécia foram erguidas na faixada da 22, entre as bandeiras de Minas Gerais, de Ubá e da própria Sociedade.


A homenagem a José de Alencar foi mais que justa, haja vista todo seu empenho e dedicação ao projeto de reforma e ampliação da sede da 22 enquanto esteve no governo bem como todo seu carinho com a cidade enquanto esteve entre nós.


Enfim, nada mais digno que o novo prédio da Sociedade Musical e Cultura 22 de Maio leve o nome daquele que num de seus escritos adimitiu: "falar da 22 de Maio é falar quase de mim mesmo, tal a identidade afetiva que existe entre mim e a velha sociedade, que é um pedaço de mim mesmo, tanto quanto é de todos nós que defendemos aquele estandarte".

Por sua luta, Maestro Sollero, também deve-se o fato de neste domingo a Sociedade ter completado seus 113 anos de existência!


Na placa com o nome do Bisavô, ao lado do vô

Com meu pai

Detalhe da Placa


Um pedacinho da família Solléro reunida

sábado, 21 de maio de 2011

Ubá - História, Arte e Amizade!

Acontece hoje, dia 21 de maio de 2011, em Ubá, um precioso evento para o Brasil!
Esta cidade está sendo oficialmente nomeada sede do Festival Arte pela Paz!


Quem acha que é pouco, engana-se! A pequenina, e quente, cidade de Ubá chamou a atenção da Grécia! Isso mesmo! Este festival foi criado pelo artista grego Takis Alexiou, atual presidente do Centro de Arte 4 Estações (em Atenas, Grécia), que hoje anuncia Ubá como sede oficial do evento. O que consegui saber, até agora, é que a proposta deste festival consiste em aliar Arte e Amizade como instrumentos para a transformação do contexto atual num mundo melhor.

A Sociedade Musical e Cultura 22 de Maio, instituição de Ubá, teve a iniciativa de inscrever sua cidade neste festival, e foi aceita! Amanhã, 22 de maio, às 10h, aproveitará a presença de Alexiou para re-inaugurar sua sede, após reforma e ampliação. Eu estarei lá por um motivo muito especial! O edifício desta "nova" sede receberá o nome de Edifício Maestro José Gonçalves Sollero.  Estarei lá ao lado do filho do Maestro, Antônio Sollero, meu vô querido!! Lá, prometo me inteirar melhor do assunto e trazer as novidades! Fica a dica de "Passeio" para quem também estiver por perto!

Neste mesmo evento, a Sociedade Musical e Cultura 22 de Maio apresentará ao público a estátua do nosso ex-vice presidente José de Alencar, ubaense de coraçao.

Enquanto não trago notícias do evento, deixo uma entrevista de Marília Gabriela com José de Alencar. De fato, é uma entrevista bastante emocionante que nos traz lição de fé e esperança. Vale a pena conferir!



sexta-feira, 20 de maio de 2011

Sexta Sentida

Nossos cinco sentidos estão aí, diariamente sendo requisitados por nós! E o sexto?
Bom... mas que sexto?

Algumas discussões defendem o sexto sentido como sendo a intuição, ou seja, a interligação entre todos os sentidos - Visão, Olfato, Paladar, Audição e Tato - para se perceber algo que vai além! Concordo com isso e também, novamente, com Eduardo Machado, que convida-nos a entender este sexto sentido como sendo a Memória. Esta que, afinal, nos ajuda a perceber tudo a nossa volta e realmente dá sentido a nossa vida.

Num encontro com o Machado ele disse que a vida é como um bom suco de laranja com um pouquinho de açucar. Você mistura e o primeiro gole é uma delícia! No entanto, caso se distraia, pode deixar o copo descansando e, então, assim como o acúcar no fundo do copo, fica a memória toda decantada. Está lá, mas precisa de uma misturinha para dá sabor!

Não é uma delícia parar um momentinho e lembrar da infância?

Pois é, lembrar é, também, refletir! Um ótimo outro exercício para a criatividade! Por isso, a Sexta Sentida do Blog tem como projeto sempre trazer algo que lhe permita uma reflexão ou uma lembrança saudável!

Nesta semana, em homenagem ao dia da Luta Antimanicomial, escollhi uma música de Geraldo Azevedo, numa versão predominantemente instrumental que está deliciosa!

Para sentir, feche os olhos e ouça! Deixe para ver o clipe numa segunda vez, ok?


Bom fim de semana a todos!

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Luta antimanicomial

Hoje é o dia da Luta Antimanicomial.
Há 14 anos, em Bauru (São Paulo), um congresso de Saúde Mental foi organizado. As discussões acerca das condições do tratamento psiquiátrico resultaram, dentre outros alcances, no Manifesto de Bauru. Publicado em dezembro de 1987, este manifesto pregava, primordialmente, a Reforma Psiquiátrica, ou seja, a desintitucionalização da Psiquiatria, movimento este iniciado na década de 60 por Franco Baságlia.

Os estabelecimentos chamados de Manicômios eram verdadeiras prisões em condições péssimas de higiene e um tratamento agressivo aos pacientes. Mais que isso, muitos destes pacientes sequer tinham diagnóstico de sofrimento mental. Prostitutas ou dogrados, devido ao comportamento socialmente desviado, eram jogados lá e tratados como bichos.

O filme "O bicho de sete cabeças", com Rodrigo Santoro, dirigido por Lais Bodansky, estreou em outubro de 2000 e relata bem as condições das instituições psiquiátricas daquela época. Conta a história de um jovem, Neto (Rodrigo Santoro), que não se entendia com o pai e se envolveu com drogas. O pai, ao descobrir, interna seu filho numa instituição psiquiátrica. Com o tratamento ofensivo, longe de ser o que Neto realmente precisava, o jovem acaba adiquirindo sérios prejuizos psíquicos:



Em Belo Horizonte, em todo dia 18 de maio ocorre uma passeata na praça sete dos grupos dos Centros de Referência em Saúde Mental. Há 2 anos participei da elaboração do projeto do Cersam-Unidade Padre Eustáquio. Os usuários do Cersam produzem suas próprias fantasias, cantam e se divertem durante a passeata!

É uma verdadeira mostra de que eles são capazes de bem mais que o estigma os impõe! Vale a pena passar por lá para assistir a passeata. Eu, que estou sem minha câmera, não pude registrar o momento. Justo nesta edição que o CRP criou o Concurso de Fotografias "O 18 de maio visto por diferentes ângulos". Para saber mais sobre este concurso e outras manifestações em comemoração a este dia clique aqui (único espaço que conta mais detalhes sobre as atividades)!

(Um parenteses: Nise da Silveira, médica psiquiatra, já desenvolvia trabalhos artísticos com seus pacientes, em meados das décadas de 1940/50. Aluna de Carl Jung, foi uma dentre os principais estudiosos dos fundamentos da Arteterapia. Com os trabalhos de seus pacientes fundou o "Museu de Imagens do Inconsciente" que sou doida para ir mas ainda não tive a oportunidade de visitá-lo... - Fecha parenteses)




Essas são fotos da edição 2009. Veja estas e outras fotos, aqui!

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Inverno a Cores!

Quem disse que inverno não pode ser colorido???

Acho o inverno interessantíssimo inicialmente porque coloca em cheque algumas definições da Moda. É um grande desafio vestir-se no inverno. As opiniões normalmente se dividem: quem gosta fala que é chiquérrimo e bem mais elegante que o verão; quem não gosta,  geralmente as mulheres,  odeiam esta estação por que o monte de pano que a gente tem que pôr pra ficar quentinha muitas vezes omitem a sensualidade.

No meu caso, até hoje eu não gostava muito por ser uma estação opaca e sem cor. Mas tive uma admirável surpresa com minha mente e com as tendências da moda para este inverno 2011.

Minha mente surpreendeu-me com a pergunta que inicia esta postagem enquanto visitava a exposição Warhol TV, no espaço OiFuturo (fica até dia 12 de junho, vale a pena a visita).

A  exposição está superbacana! Cheia de documentários, recortes de telenovelas, de propagandas e programas com a participação ora do artista/ator, ora do produtor Andy Warhol.
O que se sabe genéricamente sobre este artista é de sua paixão por tudo que era popular, daí o fato de ele ter protagonizado o momento da Pop Art. Infelizmente, pra não dizer envergonhadamente, era tudo o que eu sabia sobre ele até então - de suas pinturas coloridas da Monroe, de seus Campbells e Brillos.

 



Com tantos vídeos sobre sua contemplação de Top Models, dicas fashions de maquiagens coloridas e toda sua fala excêntrica e irreverente, contando ainda minha dúvida sobre "o que vestir no frio?" que cutucava há algum tempo meu subconsciente, eu não poderia ter tido sacada diferente:

Quem disse que inverno não pode ser colorido???

Quem disse eu não sei e minha pesquisa, hoje, não é sobre isso. O problema é que a gente fica mergulhado em tendências e massificações e por vezes perdemos a capacidade de pensar diferente.

Saí de lá super feliz por minha sacada genial. No entanto, dois dias depois foi a vez de uma revista me surpreender! Inacreditavelmente me deparei com tendências coloridíssimas na revista Elle deste Maio/11.


Sendo assim, pra quem precisa de tendência pra se vestir: aí está a prova de que o colorido é bem vindo neste inverno. Pra quem só precisava desta sacada, como eu: fica a dica pra caprichar nas cores, afinal... de cinzento já basta o céu desta estação!

terça-feira, 10 de maio de 2011

E o presente ó...

E o presente afinal uniu, além da idéia que remetia à infância, um proposta ecologicamente correta: uma ecobag, da linha Amarella, produzida exclusivamente para a mamãe!

Gosto de lembrar que mais que um presente criativo, emocionar também requer a forma como ele é entregue. Neste caso, as co-produtoras desta ecobag, donas das mãos verde e azul, não puderam estar lá nesse momento... Mesmo assim, a entrega do presente teve a participação de ambas, uma pelo skype, via webcam, e outra por telefone.

A mais sorridente da foto é a presenteada!


Um outro detalhe foi pedir a mamãe para adivinhar qual mão era de quem. Para isso, um retalho de tecido foi alinhavado sobre os nomes. Após seu palpite ela puxava a linha, permitindo que o retalho saísse para, então, conferir se acertou. Como não estavam em tamanho real, perdoamos-na por seus equívocos...




As cores escolhidas remetem ao ciclo da reciclagem!

Enfim, foi tudo mais que uma delícia...

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Presente original!

Tá chegando o dia das mães e a gente fica tentando adivinhar o que mais agradaria nossa querida.
No fundo, no fundo, todo mundo já sabe, mas acha que, por ser simples demais, tem pouco valor...

Ao contrário! Quanto mais simples e original, mais tocante.
Um abraço, um beijo, um carinho com flores - sim, são simples, mas a originalidade está em como eles são entregues à mamãe!

Eu, que sempre prefiro idéias criativas para presentear, conversando com minhas irmãs, tivemos uma!
Claro que não posso contar, pois existe uma possibilidade de a Mamis ver isso antes de seu dia.

A dica é fazer algo que relembre os velhos e bons tempos e deixe-na com certeza de que a essência deles permanece até hoje!



Fica a dica! Agora é só exagerar com a SUA criatividade e pronto!! Sua mãe vai adorar!